» Conhece aqui todas as parcerias do Cartão AJITER;                                                



Qual a sua opinião acerca da "AJITER (EM) REVISTA"?

Gostei Muito (83)

Gostei (17)

Indiferente (0)

Não Vi (22)

Detestei (10)

Não Gostei (2)


XIII Torneio de Futsal AJITER

    Visitar AJITER no Twitter

    "EDUCA-TE COM A CRISE" LEVA WORKSHOPS ÀS ESCOLAS - AJITER apela a consumo mais racional dos jovens
    De julho a dezembro, os jovens entre os 15 e os 25 anos da ilha Terceira vão aprender a poupar.
    Em tempos de crise, a Associação Juvenil da Ilha Terceira (Ajiter) quer ensinar os jovens a consumir de uma forma mais racional.
    "Educa-te com a crise" é o nome do projeto que a associação vai desenvolver de até fevereiro de 2013.
    De julho a dezembro deste ano, a associação leva painéis informativos, debates e workshops às escolas e freguesias da ilha Terceira, sobre poupança nas mais diversas áreas.
    "Os workshops serão iminentemente práticos acerca das formas de poupar, seja energia elétrica, gestão de finanças pessoais, recursos ambientais, entre outras", revelou, em conferência de imprensa, ontem, em Angra do Heroísmo, o presidente da Ajiter, Décio Santos.
    Segundo o responsável pela associação, o projeto tem como principal preocupação "a atual conjuntura socioeconómica das famílias açorianas", que têm perdido poder de compra.
    Nesse sentido, a iniciativa pretende que os jovens adquiram aptidões "para fazer face à crise, numa perspetiva de melhor gestão dos recursos".
    "Atendendo ao facto de vivermos cada vez mais numa sociedade globalizada e do apelo ao consumo ser uma constante, consideramos que é necessário dotar os jovens de competências pessoas que se afigurem úteis do ponto de vista de uma otimização e utilização mais racional dos seus recursos financeiros. Competências pessoais essas que possam evitar, por exemplo, a entrada em situações de sobre-endividamento e de asfixia financeira", salientou.

    Dos 15 aos 25
    A iniciativa é dirigida a jovens entre os 15 e os 25 anos e pretende chegar a duas centenas de participantes.
    Para já a Ajiter vai recrutar os formadores ou facilitadores do projeto, que não precisam de uma formação específica. Basta que tenham entre 15 e 25 anos e a formação será dada pela própria associação.
    A ideia, segundo o presidente da Ajiter, é que os jovens espalhem os conhecimentos aprendidos, funcionando como "multiplicadores do seu processo de aprendizagem junto dos seus pares e da comunidade".
    Segundo Décio Santos, mais do que um incentivo à poupança, o programa é um estímulo à criatividade, ao empreendedorismo, ao crescimento inclusivo e ao combate ao desemprego jovem.
    Junto com outros projetos, como o "Educação Empreendedora", promovido pela direção regional da Juventude, este programa pode ter consequências na mudança de atitude dos jovens, na opinião do presidente da Ajiter.
    "À primeira vista projetos como este podem parecer apenas fogo de vista. Levará tempo mas estas apostas darão os seus frutos no futuro", defendeu.

    Fundos Europeus
    O projeto "Educa-te com a crise" é uma iniciativa nacional, financiada pelo programa europeu "Juventude em Ação" e tem um orçamento de cerca de sete mil euros.
    Para o diretor regional da Juventude, Bruno Pacheco, também presente na apresentação do programa, como parceiro técnico, as associações da Região devem aderir mais aos programas financiados pela Comissão Europeia.
    Segundo Bruno Pacheco, estão em marcha, desde 2009, 14 projetos deste género, que envolvem cerca de duas dezenas de associações de São Miguel, Terceira, Pico, Faial e Santa Maria.
    No total, os projetos têm um investimento de mais de 300 mil euros, de acordo com o diretor regional.
    O "Educa-te com a crise" divide-se em três fases. Até junho serão contactadas escolas e preparados os formadores ou facilitadores. De julho a dezembro decorrem as atividades e no final, até fevereiro de 2013, será feita uma avaliação do projeto.

    Diário Insular
    Sexta-Feira, dia 13 de Abril de 2012

    imprimir     enviar mail

    voltar à página imprensa

    Palavras Chave: